Uma garota, um caderno.

Sessão Pipoca – Tentou, mas não deu certo.

Posted on: 11/11/2012

Só um aviso: Esse post contem humor negro, ironia e sarcasmo. Coisas que vocês encontram normalmente por aqui, mas achei legal ressaltar.

O top 5 dessa vez é sobre filmes de “terror” que acabaram não sendo tão assustadores assim e se tornaram comédias incrivelmente estupidas e mal feitas. (Sorry!)

1. ARRASTE-ME PARA O INFERNO.

“Arraste-me para o Inferno” conta a história de Christine Brown, uma analista de crédito. Um dia, para impressionar seu chefe, ela recusa o pedido de uma senhora para um empréstimo para pagar sua casa. A velha resolve se vingar jogando uma maldição nela.

Ok. Eu achei o filme muito bizarro. As primeiras cenas eram entediantes e depois da briga entre a velha e Christine, dentro do carro da garota, o filme perdeu totalmente o “terror” e se tornou uma comédia macabra. Detalhe para o bode que é possuido e começa a falar no final do filme. ;D

2. Halloween – O Inicio. 

O filme de 2007 é uma refilmagem do classico de 1978, mas com foco nos anos em que Mike Myers passou no hospital psiquiatrico.

O filme é pesado. Sim, ele é. Mas, ele chega a ser mais barbaro do que assustador. Algumas cenas podiam não ter sido gravadas (como a cena de estupro, por exemplo) e não tinha necessidade de ser tão exagerado. Detalhe para a cena em que Mike quebra o teto com um machado para tentar matar a irmã mais nova.

3. REC 3 – Gênesis. 

O terceiro filme da franquia REC é completamente diferente de seus antecessores. Genesis tenta explicar o que aconteceu nos dois primeiros filmes. Todos acreditam que a infecção do prédio foi contida, só que algo escapou do prédio, e é no casamento de Clara e Koldo que o virus se espalha e infecta a todos, transformando um sonho em caos.

Esse filme foi a minha maior decepção! Quem assistiu aos dois primeiros filmes de REC, ja deve estar acostumado com aquele estilo “Bruxa de Blair” e com locais escuros cheios de criaturas possuidas. Pois bem, o terceiro filme não é bem assim. O filme é exibido por uma camera de fora, com apenas algumas cenas de cinegrafistas que estão na história. A franquia devia ter parado por ai, porque este filme perdeu totalmente o pique de REC e o medo que causava. Não recomendo mesmo! Quero dizer, a menos que você queria dar algumas risadas, ai pode ficar a vontade!

4. O Ultimo Exorcismo. 

Em estilo documentário, o filme conta a história de um fazendeiro que acreditar que sua filha foi possuida. Desesperado, o homem chama o reverendo Cotton Marcus, um charlatão que “realizou” dezenas de exorcimos antes.

Achei que ia morrer de medo assistindo esse filme. Como fui idiota. A unica cena que me deixou revoltada é quando a garota mata um gatinho muito fofo! Ja repararam que em filme de terror, quem sobre é sempre o animal de estimação?

O filme é muito fraco e chega a ser um tanto comico. Assiste esse filme no cinema, a sala estava cheia. Lembro que ainda na metade do filme, varias pessoas foram emboras revoltadas e reclamando da qualidade da história. Depois que o filme acabou, esbarrei com varias pessoas que reclamavam de quanto o filme era ruim, na saída do cinema.

Não recomendo mesmo!

5. A Casa Silenciosa. 

A Casa Silenciosa foi lançado esse ano e conta a história de Sarah, seu pai John e seu tio Peter. Os três estão arrumando a casa de campo da familia há muito abandonada quando fatos estranhos começam a acontecer, deixando Sarah completamente aterrorizada.

Assisti as cegas. Não sabia a história. Não conhecia os atores. Não sabia quem eram as personagens. E seria melhor se eu continuasse sem conhecer.

O filme se passa do ponto de vista de Sarah, então só vemos o que ela esta vendo. Depois de vinte minutos apenas olhando-a chorar eu quis ir embora do cinema!

O roteiro não é ruim, mas seria melhor se não fosse do jeito que foi gravado. Chega a dar uns sustinhos, mas não é tudo isso. Uma curiosidade é que Sarah é representada por Elizabeth Olsen, irmã mais nova das gemeas Olsen.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Luana Bastos, paulistana de 19 anos que ama escrever. Viciada em Internet, livros e séries, sempre dá um jeito de assistir a mais um episódio de Doctor Who, mesmo que já tenha assistido tantas vezes que já decorou as falas.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Luana Bastos

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

%d blogueiros gostam disto: