Uma garota, um caderno.

A hora mais escura.

Posted on: 25/01/2013

tumblr_mcm5zfXEqj1qgydpso1_400_large

Mais uma noite.

Parece que o tempo congelou e quanto mais eu olho no relógio ou mudo de paginas online o tempo desacelera. Não consigo assistir a um único episódio de nada. Não consigo ler. Não consigo ouvir musica. Não consigo fazer nada.

Parece que depois de avançar tanto, retrocedi mais ainda. Me sinto tão perdida. Tão sufocada.

Passei um ano todo lutando por algo e não aconteceu. E ao mesmo tempo ansiedade e medo ficam colocando coisas em minha cabeça. Ficam me fazendo sentir medo de sair. Me fazendo sentir medo de falar com as pessoas. Me fazem ter medo de viver.

Faz dias que não sei o que é dormir direito, de noite. Passo todas as noites acordada, perdida e ansiosa por algo que não aconteceu.

Preciso tanto de uma mudança, mas sei que sem paciência nada acontece. Eu sei disso.

Mas, sinto que tem uma parede na minha frente.

E tudo que eu quero é o mundo, mas não sei como alcança-lo. Não sei como fazer para sair do chão ou para me soltar do medo.

Coisas que antes funcionavam, não funcionam mais.

Talvez seja só uma fase, talvez amanhã já esteja melhor.

Eu perdi algo que tinha e não sei como recuperar.

E é mais uma daquelas noites. Daquelas em que só vou dormir as oito da manhã e acordar as cinco da tarde. Em que não vou colocar os pés na rua. Que não vou falar com ninguém.

Urgh, não sei o que fazer. Não sei mais o que dizer.

Não sei mais onde encontrar a solução.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Luana Bastos, paulistana de 19 anos que ama escrever. Viciada em Internet, livros e séries, sempre dá um jeito de assistir a mais um episódio de Doctor Who, mesmo que já tenha assistido tantas vezes que já decorou as falas.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Luana Bastos

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: