Uma garota, um caderno.

Posts Tagged ‘daughter

tumblr_lx5ctxERBA1qerkbzo1_500_large

 

Estavam muito próximos no escuro.

Ela sentia sua respiração ofegante e ele sentia suas mãos deslizarem pelo cabelo enrolado dela.

De repente, sentiu medo. Nunca havia feito isso antes. Com certeza, ele esperava que ela tivesse algum tipo de experiencia e ela não tinha nenhuma. Na verdade, ela não sabia o que fazer, esperava que seu instinto fosse ajudá-la na hora certa, mas se seu instinto estava ao menos ali ele não pareceu se manifestar.

Aquilo era loucura. Nunca duraria. Era apenas uma noite.

Os cabelos loiros dele eram o unico ponto de luz no escuro. Queria que ao menos houvesse alguma outra coisa para olhar. Aquele definitivamente era um momento muito intimo e ela não se sentia tão profundamente intima dele. Eles sempre se odiaram. Agora, ele a amava e ela estava perdida.

Sentiu os labios dele nos seus e fechou os olhos.

Tentou se sentir mais segura. Tentou se sentir a salvo.

Havia pessoas morrendo em algum outro canto da cidade e ela estava ali.

O abraçou. Queria que aquele momento durasse para sempre. Queria que tudo parasse. Queria que nada acontecesse.

Ele a abraçou mais forte e sussurrou palavras quase incompreensiveis.

Então teve um flash de seu rosto. Calmo e tranquilo. Com um meio sorriso,  seu meio sorriso de sempre. Era o mesmo. Ele era o mesmo de sempre. Sempre foi aquele.

Respirou fundo inalando seu perfume. Sentiu-se segura. Sabia que havia uma guerra acontecendo. Sabia que aquilo era insano. Sabia que juntos, eles colocavam muita coisa em risco.

Mas, estava com ele. E nada mais importava.

 

Anúncios

Todo munto tem aquelas musicas na playlist que escuta mais que as outras. Pela letra, pela batida, pelo artista.

Como ando muito apegada a algumas musicas que andam falam muito sobre mim mais do que o normal, aqui vão algumas indicações.

1 – Castle of Glass, Linkin Park. 

2 – Beginners, Slow Club.

3 – Valley of the Dolls, Marina and the Diamonds. 

4 – What you Want, Evanescence. 

5- Youth, Daughter.


Luana Bastos, paulistana de 19 anos que ama escrever. Viciada em Internet, livros e séries, sempre dá um jeito de assistir a mais um episódio de Doctor Who, mesmo que já tenha assistido tantas vezes que já decorou as falas.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Luana Bastos

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.