Uma garota, um caderno.

Posts Tagged ‘resenha

tumblr_leu4el5Z8L1qze11co1_500_large

 

PS: Essa resenha foi feita há duas semanas, logo no começo dos dias off.

Estou me sentindo inspirada então vou ser meio baba-ovo nesta resenha.

Normalmente, faço a resenha algum tempo depois de ler um livro, mas esse merece essa resenha imediata.

“Tem Alguém Ai?” é mais um dos livros incriveis de Marian Keyes, e como suas outras obras, teve um efeito incrivel em mim.

O livro conta a história de Anna Walshe, (se você leu “Melancia” e “Férias” já deve estar familiarizado com a familia Walshe), a quarta irmã em uma familia de cinco garotas. Anna está encamada na casa dos pais em Dublin após um terrivel acidente que lhe deixou várias marcas, tanto fisica quanto emocionalmente. Tentando se recuperar, Anna resolve voltar para Nova York e tocar a vida como se nada tivesse acontecido. Mas, será que isso é possivel?

Eu amo as histórias da Marian Keyes, ela com certeza é uma de minhas autoras preferidas! E como em suas outras histórias, ela consegue te prender com uma narração simples mas doce e engraçada e no fim, você se dá conta de que aquilo acontece todos os dias.

Que as histórias são tão apaixonantes porque você também pode passar por elas. Como eu posso dizer? Não são histórias impossiveis!

Com “Tem Alguém Ai?”,você consegue sentir que tudo tem seu tempo. Tudo começa, desenrola e termina. E Anna aprende isso de um jeito tão humano que é impossivel não se comover, rir e se apaixonar!

Nossa, falei agora como aquelas resenhas que colocaram na contra capa do livro! Só que é verdade, por mais que sejam bregas (eu acho!), elas são honestas e realmente, se você ainda não conhece o trabalho da Marian Keyes, fica a dica. Espero que vocês gostem tanto quanto eu!

Anúncios

Oi meus amores!Tudo bem com vocês? Desculpe ter deixado o blog ao relento, mas semana retrasada tive que estudar para o ENEM e essa semana me vi presa com “O Trono de Fogo”, motivo deste post.

O segundo livro das Crônicas de Kane, de Rick Riordian conta a história de Carter e Sadie Kane após os acontecimentos da Piramide Vermelha.

Os irmãos magos se vêem com uma ameaça e um prazo impossível: Ápofis, deus do Caos irá se libertar de sua prisão no Duat e para impedi-lo, os irmãos tem que trazer de volta o senhor dos deuses, Rá.

Com um prazo de apenas três dias para o fim do mundo, os irmãos tem que percorrer o mundo em busca das três partes do livro de Rá que é a unica maneira de trazê-lo de volta.

Quem já leu o primeiro livro  deve estar familiarizado com a narração rápida e contagiante da história, além de seus picos de humor e tensão tudo com um grande sarcasmo.

Um dos motivos de ter me apaixonado pela história dos Kane é que a base da história é o Egito Antigo, com seus deuses, lendas e magia. Assim como fez com a saga Percy Jackson, Rick tem esse talento de despertar meu interesse para história em geral.

Uma das melhores partes do livro são os comentários de Carter e Sadie sobre outras coisas acontecerem em Manhattam, como cavalos alados e outros deuses. Crossover, já!

“O Trono de Fogo” é o segundo livro da triologia “As Crônicas de Kane” que tem seu final com “A Sombra da Serpente” que ja está a venda no país. PS: Necessito!

Recordar é viver e por isso estou aqui para falar sobre esse filme, que apesar de velhinho eu só conheci ontem.

“Onde Mora O Coração” é um filme de 2000 que conta a história da adolescente Novalee, que com 17 anos e gravida é abandonada por seu namorado em frente a um Wal-Mart. Perdida e sozinha, a garota passa a viver lá até dar a luz a sua filha, Americus.

Após o nascimento do bebe, Novalee encontra apoio e suporte de pessoas que nunca imaginou e acaba encontrando em Oklahoma um lar que sempre sonhou.

O filme é muito doce e te prende logo nos primeiros minutos, afinal quem nunca sonhou em poder morar ou apenas passar a noite em um supermercado vazio, fazendo o que quiser?

Detalhe para o elenco incrivel: Natalie Portman (beeem novinha!), Ashley Judd, Stockard Channing, Joan Cusack, Sally Field, Keith David e James Frain.

PS: Não consegui achar o trailer legendado. D:

Greta é estrelado por Hilary Duff e conta a história de uma garota suicida que vai passar o Verão com os avós, por ordem de  sua mãe que tenta colocá-la nos eixos. Perdida e irritada, a garota se vê em meio a uma cidade calma e entediante onde tem que arranjar um emprego e rezar para o verão acabar logo.

Confesso que não esperava tudo isso da história, que tem aquele ar de boba, mas  acabei me surpreendendo bastante, não só com o roteiro, mas com a trilha sonora e a fotografia do filme que são lindas!

Living Things é o quinto album de estudio do Linkin Park e foi lançado em junho desse ano. Como eu ja contei que amo a banda e amo conspirar sobre letras de musicas, aqui vai um track by track do album.

1. Lost In The Echo: Um relacionamento ou uma rebelião. Ou uma frustração tão grande com alguém que você se relacionou, não necessáriamente um relacionamento amoroso, que lhe fez levantar e desáfiá-los. “Test my will, test my heart. Let me tell you how the odds gonna stack up”.

2. In My Remains: O final de um relacionamento ou de algo muito esperado ou batalhado. Alguém que ja está no fundo e não consegue levantar. Parece que não tem mais forças para se levantar. “Like an army, falling one by one by one”.

3. Burn It Down: Essa é a letra que eu mais relaciono com fandoms e batalhas finais! #Iregretnothing. A letra conta uma rebelião, ou uma batalha final, como mencionei. Ai eu lembro de vários fandoms: Harry Potter, Doctor Who, Narnia, Lord Of The Rings e ai vai… “I played soldier, you play king. And struck me down when I kissed that ring”.

4. Lies, Greed and Misery: Orgulho ferido ou competição. A letra fala de alguém ja sem limites para o outro, pode ser visto também como um relacionamento. Aquele é ponto de ruptura, onde tudo termina. “Now you better hear me, that is not the way it goes down. You did to yourself and it’s over, now let me show you exactly how the breaking points sound”.

5. I’ll Be Gone: Uma das mais sombrias do album, a letra me soa como uma despedida. Talvez um suicidio. Ali, você vê alguém tentando ir, mas não consegue. Está preso a algo ou alguém. “And tell then I couldn’t help myself. And tell them I was alone. Tell then I am the only one and there’s nothing left to stop me”.

6. Castle of Glass: Perdão. A letra tem uma mensagem de perdão, de alguém que lutou tanto e precisa desse perdão para continuar ou apenas para voltar para casa. Para encontrar um abrigo. “Bring me home in a blinding dream, through the secrets that I have seen. Wash the sorrow from of my skin and show me how to be whole again”.

7. Victimized: Como o próprio Chester resumiu uma vez, a letra fala sobre alguém que não quer mais ser uma vitima e toma o controle da situação. A musica também é a mais pesada do album. “No regret for the confidence betrayed, no more hiding in shadows. ‘Cause I won’t wait for the debt to be repaid, time has come for you”.

8. Roads Untraveled: A letra fala sobre companheirsmo,isso é bem explicito. Sobre alguém que tenta consolar um amigo que está em uma situação dificil ou depecção amorosa. “Cause the love that you lost wans’t worth what it cost, and in time you’ll be glad it’s gone”.

9. Skin To Bone: A faixa com uma batida mais diferente no album, pode representar o fim de um relacionamento. “Your deception, my disgust. When your name is finally draw, I’ll be happy that your gone ash to ashes, dust to dust”.

10. Until It Breaks: Sobre alguém forte para enfrentar os desafios e ao mesmo tempo uma critica á sociedade. “So rest your head, is time to spleed and dream of what’s in store. The body bends until it breaks then signs again no more”.

11. Tinfoil: Instrumental. He he he.

12. Powerless: Assim como Lost In The Echo, a letra pode ser vista com uma rebelião a alguém poderoso ou o fim de um relacionamento, onde a pessoa viu tudo cair sem reação. “And you held it all, but you were careless to let it fall. You held it all, and I was by your side powerless”.


Luana Bastos, paulistana de 19 anos que ama escrever. Viciada em Internet, livros e séries, sempre dá um jeito de assistir a mais um episódio de Doctor Who, mesmo que já tenha assistido tantas vezes que já decorou as falas.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Luana Bastos

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.