Uma garota, um caderno.

Posts Tagged ‘saudades

Hoje voltei a um lugar que não visitava há muitos anos, mais precisamente desde que tinha nove anos. Meu pai ainda era vivo e nós iamos a festas por lá. Meu irmão pequeno chorava quando algum estranho falava com ele e eu ia me isolar no parquinho enquanto os adultos enchiam a cara e as crianças ficavam correndo. Nunca fui uma boa corredora. Não gosto de correr.

Essa é a primeira vez que posto imagens minhas, algumas com qualidade incrivel e outras nem tanto. Meu irmão também deu uma de fotografo e ajudou, mesmo que algumas tenham saído tremidas e em outras seu dedo tenha aparecido perto da lente.

Mas, whatever! Essa é a primeira vez e eu sei que tenho muito a aprender!

A entrada.

A entrada.

O teto chuvoso da cafeteria. Mais bonito do que eu me lembrava.

O teto chuvoso da cafeteria. Mais bonito do que eu me lembrava.

2013-01-28 14.42.25

Look do dia frustrado

2013-01-28 14.42.45

2013-01-28 14.43.23

Não deu para tirar foto no balanço porque estava molhado. =/

Não deu para tirar foto no balanço porque estava molhado. =/

2013-01-28 14.43.57

Meu irmão fugindo da câmera.

Meu irmão fugindo da câmera.

Indo embora...

Indo embora…

O cinza dos prédios do centro de São Paulo.

O cinza dos prédios do centro de São Paulo.

Voltei!

Posted on: 03/12/2012

tumblr_m55tnufVaf1qf8em3o1_1280_large

 

Eu sei que isso ja deve ser uma ladainha tão irritante que fico até com vergonha de voltar a falá-la. Sim, eu fiquei muito tempo sem postar, mas desta vez não foi por vontade própria.

Devido ao incrivel serviço de internet que tenho, acabei ficando quase três semanas off. Três! E achei que ia morrer de tédio. Quero dizer, algumas coisas aconteceram, mas mesmo assim ficar  muito tempo sem internet é a mesma coisa que ficar no tempo das cavernas.

Estou muito desatualizada!

Consegui logar na sexta-feira e me dei conta do quanto perdi: Três episódios de Law and Order SVU, New Girl e The Big Bang Theory. Dois episódios de American Horror Story e Homeland. O trailer do especial de Natal de Doctor Who com a nova companion e o LPTV no Brasil. Isso sem contar os trilhões de e-mails (90% eram propagandas) e outras coisas.

É, me dei conta de que sou muito viciada em internet e que as vezes isso não pode ser muito saudavel.

Mas, sou o que sou e apesar do vicio algumas coisas aconteceram e ajudaram a me animar.

1 – Li alguns livros. Terminei de ler “Tem Alguém Ai?” da Marian Keys e até tentei ler “A Batalha do Apocalipse”, mas achei muito chato e não consegui terminar de novo. Agora estou terminando de ler “O Prisioneiro da Arvore”, quarto livro das Brumas de Avalon.

2 – Ainda estou desempregada e cheguei a fazer algumas entrevistas de emprego. Nenhuma deu certo, mas conheci muita gente diferente e foi até bom sair um pouquinho de casa e me distrair um pouco.

3 – Voltei a escrever fanfics. Escrevi uma shortfic chamada “Candles” que vou postar aqui logo mais e estou começando uma mais longa que tem o nome provisório de “O Estranho Mundo de Hogwarts”, que ainda está no comecinho e não tenho muita certeza no que vai dar;

4 – Temos um novo morador aqui em casa! Seu nome é Lulu ou Zeus, como ainda é filhote ainda não dá para ter certeza do sexo mais olha a fotinho linda dele (a) ai:

Ohana (30)

 

 

A qualidade de imagem do meu celular é bem ruim, mas ai está essa coisa fofa!

E dessa vez vou manter o blog mais atualizado! Tenho ja alguns posts na fila de espera e ja já eles vão ao ar!

To morrendo de saudades!

 

É, bateu saudades de escrever. Bateu saudades daquela época em que ficar sentado na calçada a tarde toda era o melhor momento do dia. Ficavamos batendo perna por ai, imaginando se a mãe daquele garoto realmente queria jogar água-benta em nós. Não havia medo, não havia contas a pagar e responsabilidades além do dever de casa. Deu vontade de voltar para aquela época, quando compravamos pizza e coca e ficavamos na calçada até de madrugada, filosofando e falando besteiras. De repente, nós somos outra pessoa, somos obrigados a crescer e o que costumava ser um trio agora não é nem um resumo disso. Temos faculdades, escolhas, namorados, novos amigos, novas opções e escolhas e ninguém sabe ao certo o que fazer. É, nós estamos crescendo e nunca achei que seria tão rapido quanto foi. Acho que foi por isso que essa saudade apareceu do nada, sem pedir licença ou ser convidada. No fundo, ela só queria me lembrar de como é bom estar viva e talvez, nem tudo esteja perdido.


Luana Bastos, paulistana de 19 anos que ama escrever. Viciada em Internet, livros e séries, sempre dá um jeito de assistir a mais um episódio de Doctor Who, mesmo que já tenha assistido tantas vezes que já decorou as falas.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Luana Bastos

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.